Nuit Blanche com Paulo Mac e DJ Kakah Batista neste sábado, dia 20!!!

10850227_10203581075154622_5938085888377694079_n

A Saideira do ano do Salão de Dança vai enlouquecer a galera da dança!

No próximo sábado, dia 20, a partir das 21h a nova sede do Clube 6 de Janeiro será palco de uma das mais memoráveis festas do ano, NUIT BLANCHE!!!

Num mesmo evento reunidos PAULO MAC AO VIVO + DJ KAKAH BATISTA!!!

O cantor e compositor sensação do zouk, Paulo Mac, volta à Floripa para um show único!

1920409_10201915675920682_589503048_nE diretamente de São Paulo, Kakah Batista!! Uma das DJ`s mais festejadas da cena dançante vai comandar as pick-ups e incendiar a galera com o melhor de cada ritmo!!

Lançamento do X BAILA DUO com sorteio de 2 pacotes para o BAILA FLORIPA 2015!

Roda de Zouk das Estrelas!!

Uma festa absolutamente imperdível comandada pela galera do SALÃO DE DANÇA par fechar 2014 com chave de ouro!!

Corra e garanta o seu ingresso! Sócios da ACADS tem 10% de desconto!!!

Paulo Mac

pmEstrela do mundo zouk, Paulo Mac esteve em tournée pela Europa (Alemanhã -Espanha – Inglaterra -Holanda) para lançamento e divulgação do seu novo cd “Imutável”, também já se apresentou nos palcos Autralianos e no Congresso de Dança Latina em Buenos- Aires, “Buenos-Aires Baila”.

Apaixonado pela sonoridade e sensualidade do Zouk, Paulo traz uma mistura de elementos da música Romantica Pop, Reggae, R&B, Zouk e eletrônica, num trabalho para todos os tipos de público, de um jeito totalmente inovador. Agrega sua experiência como cantor e músico, espelhando-se no que há de melhor no Brasil e no mundo, misturando qualidade e versatilidade, que você pode ter acesso através do site www.paulomac.com e redes sociais espalhadas pela web.

E para você que está contando os dias para este grande show o Dança Catarina relembra a entrevista que fizemos com Paulo Mac!

Dança Catarina: Quem é Paulo Mac?

Paulo Mac: O personagem de si mesmo, vivendo historias intercaladas expressadas em letra e música.

Dança Catarina: Quando se envolveu com o Zouk?

Paulo Mac: Comecei com o zouk a convite de 2 amigos, Leandro Wakko e o cantor Dblack, me chamaram pra ir no Guapo Loco numa festa que rolava na barra da tijuca aqui no Rio, daí fui, vi a dança, as musicas, as pessoas, me apaixonei e estamos aí até hoje :)

Dança Catarina: Você já cantava antes? Que tipo de música?

Paulo Mac: Sim. Há muito tempo que venho fazendo um trabalho com música Pop, R&B e Hiphop que continuam sendo parte do meu trabalho como cantor, e inclusive inserindo as minhas influencias no “zouk”.

Dança Catarina: O que o zouk significa para você?

Paulo Mac: O Nosso “Zouk”, pra mim é uma nova linguagem de entretenimento, tanto na parte da dança, da música, acho que “zouk” na minha concepção é um estilo de vida e um novo conceito de festa…

Dança Catarina: As suas letras são bastante românticas, falando de amores, de encontros e desencontros. Isso é premeditado? Onde você busca inspiração?

Paulo Mac: Minhas inspirações vem tanto de historias fictícias como de coisas que acontecem comigo, com pessoas próximas ou historias que vejo por aí ..td nasce de algum lugar ou de um sentimento, a criação é fruto do nosso mundo interior externizado em palavras, imagens e som…

Dança Catarina: A música deve ter uma mensagem?

Paulo Mac: Toda musica tem mensagem, que pode ser desde contar uma historia, como de fazer abrir a mente com relação a um assunto ou soltar o seu lado sexual, musica tem o poder de fazer você mexer, mais do que isso ela te leva pra alguma atmosfera, que como perfume, eterniza historias, faz lembrar de acontecimentos e cria sensações..música é a vida em sons organizados…

Dança Catarina: Você curte dançar também? Já fez aulas?

Paulo Mac: Curto sim, mas gosto de fazer uma social tambem, gosto de ver as pessoas dançando e a noite se desenvolvendo, faz parte de estar envolvido com a festa.

Dança Catarina: E quanto ao assédio dos fãs? Como você lida com isso?

Paulo Mac: Fico muito feliz das pessoas virem falar comigo, mostra que existe um respeito pelo trabalho e pela pessoa, Infelizmente eu sou meio distraído, e principalmente nos shows as vezes eu fico com a cabeça no mundo da lua focado pra fazer um show bacana e as vezes não consigo corresponder 100%…mas eu tento ser ao máximo o que sou no dia a dia, (apesar que na internet acabo as vezes não respondendo por estar fazendo outras mil e quinhentas coisas..rsrs).

Dança Catarina: Como você vê o cenário musical no Brasil?

Paulo Mac: Temos ótimos trabalhos e artistas aqui, o Brasil possui inúmeras fontes de talentos em todas as áreas, a unica coisa que fico um pouco triste é a dificuldade que os artistas encontram em mostrar seu trabalho a o grande publico, infelizmente a mídia possui o poder de determinar o que as pessoas vão ouvir numa primeira instancia , e as pessoas muitas vezes influenciadas sem nem mesmo saber(não generalizando), acabam dando mais atenção somente a comercialidade do dia a dia, ou a busca por “artificialidades” do que obras que eram pra ser verdadeiras pinturas de sentimentos , expressão de emoções e desejos… falamos hoje em globalização, em um mundo que a linguagem artística esta acima de simplesmente estilos associados a cultura, esta embutida na própria forma de expressar , entretenimento é necessário mas se ele se tornar por si só a fuga dos nossos conflitos interiores,  onde ficará a arte?…

Dança Catarina: Quais são suas expectativas, seus desejos e sonhos profissionais?

Paulo Mac: Pretendo levar cada vez mais mensagens as pessoas sobre coisas simples do dia a dia observadas de um outro angulo, aquele sentimento de “nossa é assim mesmo que acontece”, aperfeiçoamento musical como cantor, compositor e produtor musical, claro, quanto mais gente alcançar melhor, dentro e fora do país…tenho tbm inúmeros projetos que gostaria de investir , um deles é a minha produtora musical e de vídeos…

Dança Catarina: Deixe um recado para os seus fãs de Floripa.

Paulo Mac: Fala Galera!! Encontro vocês no meu show! Se quiserem conhecer um pouco mais do meu trabalho, visitem meu site http://www.paulomac.com, me add no facebook, Paulo Mac II !!BJU!

Sobre estes anúncios

Quem nunca desejou se estrela e receber os aplausos de plateia ainda que fosse por uma única noite?

Quem, lá bem no fundinho de seu coração, não se imaginou um dia brilhando em um palco? Quem nunca desejou se estrela e receber os aplausos de plateia ainda que fosse por uma única noite?
Pois um grupo que cresce a cada ano,  de idade bem variada, de porte e condicionamento físico diversos está há poucos dias de realizar este sonho. O que todos têm em comum é uma rotina bastante agitada, com trabalho puxado e, além disso, muito amor por um hobby em comum: a dança.
E essa gente toda resolveu viver um desafio, de se apresentar numa mostra de dança entre as muitas que acontecem neste final de ano nas diversas academias de Florianópolis e região. São pessoas comuns, profissionais liberais, estudantes, aposentados, funcionários públicos, médicos, advogados, empresários, donas de casa, que na verdade carregam dentro de si uma luz especial, não são bailarinos profissionais mas se deixaram seduzir pela arte da dança e pelas luzes da ribalta, para quem o prazer de dividir um palco com seus mestres e professores é um grande presente de natal.
aluno em cena 2013
.
E a temporada de espetáculos das escolas de dança é o momento propício para realizarem este sonho tão acalentado. É nesta época que professores que levam seus alunos ao palco para viverem um grande dia de bailarinos, com direito à dia de artista, com camarim, figurinos, maquiagem, palco com linóleo, luz especial e plateias lotadas. Confiram o especial com toda a programação de final de ano que fizemos AQUI!
Afinal, o que move toda essa gente a querer a dança além das salas de aula e ter a experiência de se apresentar? São meses de ensaio, dores no corpo, cansaço físico e mental, mas certamente os três minutos de uma coreografia, que para quem está no palco não parecessem durar mais que 30 segundos – tamanha é a adrenalina – compensam o esforço de toda essa preparação. “Certamente é uma experiência única, que mexe com os sentimentos, com o corpo, com o sentido e a percepção de cada um a respeito de si mesmo”, explica o bailarino e coreógrafo Ricardo Vasques, especialista em dança de salão e sócio do Ateliê da Dança.
Para a servidora pública Vânia dos Santos Ribeiro, 65 anos, essa não será uma experiência propriamente nova, pois este será o quarto espetáculo do Ateliê da Dança em que ela irá se apresentar. Mesmo sem ser sua estreia, garante que sempre dá um friozinho na barriga, embora o sentimento de satisfação supere em muito a ansiedade do momento. “É um grande prazer, uma alegria indescritível, tanto de fazer aulas de dança, como de se apresentar. Eu digo que a dança é o meu remédio contra a depressão”, afirma.
Vânia, que se apresentará nas coreografias de dança do ventre e forró, contará com convidados especiais na plateia. Os filhos, as noras e os netos irão conferir de perto o talento dessa artista. “A dança é o ar que eu respiro e quando eu subo no palco tenho ainda mais certeza do quanto tudo isso é importante na minha vida”, diz.
———————————————————————————————
Vencedor do Samba Rio Show se apresentará na Mostra Jogos e Brincadeiras do Ateliê da Dança neste sábado as 19h30min no Teatro Do CIC.
Leandro Murillo, um dos grandes talentos de nossa cidade que iniciou seus estudos de dança com o professor Marcelo Leal e durante 6 anos integrou a Cia Paço da Dança, atualmente é professor de dança de salão no Ateliê da Dança e na Cazu. Mas é o samba sua principal especialidade. Ele é o primeiro mestre sala da Escola de Samba Embaixada Copa Lord, atividade que desempenha com paixão há mais de 14 anos. No último dia 6 participou do Samba Rio Show, competindo na categoria samba no pé para homens. Foi o vencedor, deixando para trás outros dez bailarinos, representantes de grandes escolas do carnaval carioca.
Neste sábado, Leandro sobe ao palco do Teatro do CIC para apresentar sua nova coreografia de trabalho, que lhe rendeu o título de melhor sambista no Samba Rio Show.
Leandrinho Show
———————————————————————————————
Galeria

Temporada de Espetáculos de final de ano começa nesta semana! Confira tudo aqui!

Esta galeria contém 8 fotos.

Dezembro é sem dúvida o mês mais agitado do ano, festas, natal, presentes, as expectativas crescem, o frenesi pulsa nas veias e as emoções transbordam, é a temporada de espetáculos das escolas e academias de dança. É tempo de apresentar … Continuar lendo

Quer se tornar mais inteligente? Então, DANCE!

Sim, é verdade. Quem encarava a dança exclusivamente como uma atividade física, precisa rever os seus conceitos: a dança é um dos meios mais prazerosos de aumentar as suas capacidades cerebrais. Vamos entender o porquê disso?

Primeiramente, quando você dança, o seu cérebro “dança” junto com você! Enquanto ele “dança”, está se mantendo saudável e ativo.  Em uma linguagem mais técnica, a “dança” do cérebro promove um aumento da conectividade e da reestruturação entre as várias regiões do cérebro e  seus neurônios, resultando numa comunicação mais eficaz entre eles e consequentemente em um raciocínio mais rápido.

Observe como funcionam algumas regiões do cérebro de quem dança:

corebox3

* VÉRMIS ANTERIOR – Esta parte do cerebelo recebe informações da medula espinhal e aparentemente age como se fosse um metrônomo, ajudando a sincronizar os passos de dança à música.

* NÚCLEO GENICULADO MEDIAL – Uma interrupção ao longo da via auditiva inferior, esta área aparentemente ajuda a configurar o metrônomo do cérebro e é responsável por nossa tendência para tamborilar os dedos inconscientemente ou balançar o corpo ao ritmo de uma música. Reagimos inconscientemente, pois a região está conectada ao cerebelo, comunicando informações sobre o ritmo sem “falar” com as áreas auditivas superiores no córtex.

* PRECUNEUS – Por conter um mapa baseado nos estímulos sensoriais do próprio corpo, o precuneus ajuda a identificar o trajeto de um dançarino a partir de uma perspectiva voltada para o  corpo, ou egocêntrica.

frontpage_01Jean Piaget, o grande pensador suíço conhecido por organizar o desenvolvimento cognitivo em uma série de estágios, declarou que a inteligência é aquilo que usamos quando não sabemos o que fazer. Logo, para ser inteligente é preciso saber tomar decisões rápidas, certo? Imagine então um casal de tango se movimentando em um salão: cada movimento realizado ali exige uma vasta gama de decisões rápidas, tanto para quem conduz quanto para quem é conduzido.  Pense também em um casal de bailarinos clássicos: a bailarina está sob a ponta dos pés, o que implica em uma mudança de eixo constante a cada movimento que ela realiza. O bailarino, cuja função é segurá-la, precisa ser rápido e perspicaz para acompanhar essa mudança de eixo e conseguir tornar o movimento da bailarina ainda mais leve e suave.

A dança integra várias funções cerebrais ao mesmo tempo.  Ela envolve simultaneamente processos sinestésicos, racionais, musicais e emocionais. Dançar exige um tipo de coordenação interpessoal no espaço e tempo quase inexistente em outros contextos sociais. Durante um espetáculo, uma bailarina movimenta todos os músculos do seu corpo e muitas vezes, em direções opostas e intensidades diferentes. Apesar de o público ter a impressão de que tudo que ela está fazendo é simples e fácil, o seu cérebro está a todo vapor pensando em cada movimento que precisa ser realizado, tentando esquecer as dores das lesões recorrentes dos treinamentos e ainda por cima, preocupado em transmitir  os sentimentos e as emoções da personagem que ela está interpretando.  A vida dos bailarinos não é nada fácil!

4-CarineMorais,AlexBarros

Ainda tem mais, todo bailarino é um pouco músico também, pois consegue executar cada movimento simultaneamente a cada nota musical tocada. Seu corpo é o seu instrumento. É preciso muita atenção e muita concentração para essa conexão rítmica acontecer, o que implica que para dançar também é preciso um enorme autocontrole físico e emocional. Não é a toa que na Antiguidade, os gregos  acreditavam que dos melhores bailarinos se faziam os melhores guerreiros.

Além de todos esses benefícios, ainda existe mais um último: dançar estimula a criatividade.  Vale lembrar que estamos em pleno século XXI, onde ser criativo é pré-requisito para se obter sucesso em qualquer carreira.  O filósofo francês Paul Valéry sintetiza isso em uma única frase: “Um homem de negócios é um cruzamento entre um dançarino e uma máquina de calcular”.

Portanto, agora que você já tem conhecimento de tudo que a dança pode trazer de benefícios à sua vida,  largue a preguiça e a inércia e comece a movimentar o seu corpo. Pois além de se tornar uma pessoa mais inteligente, você se tornará uma pessoa mais feliz! Eu garanto!

DSC_0012

(Matéria publicada originalmente no blog Radar da Produção)

Autoria: Liana Vasconcelos

Fonte: Blog Radar da Produção

 
 
 
Galeria

O copo está quase transbordando…

  Confesso. Tenho um ponto fraco, a dança de salão. Ponto fraco sim, pois pela dança tomo muitas decisões por impulso, guiada pelo coração e sem pensar nas consequências. Como é sabido  não sou dona de Academia, não dou mais … Continuar lendo