Não para mais. (Resposta)

Nota publicada no Diário Catarinense de ontem, na coluna do Cacau Menezes deixou perplexos todos os que, de alguma forma, participaram do último Baila Costão.

Um evento maravilhoso, fruto do trabalho incansável e dedicado do produtor Roger Berriel, que apaixonado pela dança de salão como todos nós, não ficou esperando cair do céu, arregaçou as mangas e com o apoio do Costão do Santinho, da Fiat Repecon, TAM, TV COM e Shopping Iguatemi, tirou do próprio bolso e fez um evento único.

Foram mais de 30 apresentações, aulões, shows e debates abertos com participação maciça da população no Terminal Urbano de Florianópolis e no Shopping Iguatemi. Nos palcos e no comando dos aulões, artistas locais e grandes nomes de destaque na dança nacional, abrindo espaço aos nosso talentosos profissionais e ao mesmo tempo oportunizando ao público apreciar toda a arte e técnica dos maiores nomes da dança de salão no Brasil.

O apóio à inclusão social através da arte da dança também esteve presente neste último Baila Costão com  a apresentação e participação de grupos de crianças e adolescentes carentes como o Grupo Caíque, de palhoça e o Grupo Eduxi, de Itajaí.

O Baila Costão, assim como o Baila Floripa e o Congresso Internacional de Tango, é um evento que merece o nosso apluso e reconhecimento, pois faz da nossa cidade um dos pólos de destaque no cenário nacional da dança de salão. Sem dúvida um espaço importantíssimo para a divulgação e o fortalecimento da dança de salão, de seus grupos, alunos e profissionais, que assim como outras formas de manifestações artísticas e culturais da nossa cidade, anda bastante esquecida pelas administrações estadual e municipal.

O Baila Costão deste ano contou ainda com o apoio da Fundação Cultural Franklin Cascaes que dispôs o palco em frente ao TICEM e também (dizem) do Funturismo.

Com o apoio e a participação de todas as academias da cidade, o Baila Costão já está em ritmo acelerado para 2010. E se depender do nosso dedicado e criativo amigo Roger Berriel, o próximo será ainda maior e melhor, transformando Florianópolis em um grande palco de atrações artísticas e culturais

Transcrevemos abaixo carta encaminhada pelo organizador do Baila Costão ao colunista Cacau Menezes:

Bom dia Cacau, quem lhe escreve é Roger Berriel Idealizador e Coordenador Geral do Baila Costão e leitor assíduo de sua coluna. Em relação à sua nota intitulada “Não pára mais” e publicada hoje, gostaria de prestar os seguintes esclarecimentos:

A população de fato “bailou” neste evento, literalmente. Ao contrário do que foi publicado em sua coluna, a população foi sim convidada e teve participação marcante no evento. Foram mais de 17 apresentações e aulões realizados no Terminal Urbano de Florianópolis entre os dias 23/7 e 26/7, inclusive com entradas ao vivo pelo Jornal do Almoço na 6ª feira dia 24/7 com imagens e apresentações do Grupo Caíque da Palhoça, que é um projeto social coordenado pelo professor Leandro Domingues e Prefeitura da Palhoça, que inclusive estiveram presentes no evento, e este projeto é um exemplo a ser seguido por todos.  Assim como o Grupo Eduxi  de Itajaí, que também se apresentou no palco da cidade e é formado por crianças e adolescentes coordenados pela professora Graziela  Pereira, pessoa que dá a vida pela dança de salão e poucas vezes tem o seu valor reconhecido.

Também entre os dias 23/7 e 26/7 tivemos 14 apresentações de dança no Shopping Iguatemi, onde a população pode mais uma vez “bailar”. Entre os destaques tivemos um show com os campeões mundiais de dança Country e um super talk show com os coreógrafos reconhecidos internacionalmente Jaime Arôxa e Sylvio Lemgruber mediado pelo jornalista especializado em dança Milton Saldanha onde houve perguntas e respostas com os presentes no local. Vale lembrar que toda a programação do evento foi amplamente divulgada para a população através da nossa parceira TVCOM que realizou  inúmeras reportagens sobre o evento este ano e que sempre faz uma cobertura sobre o evento este desde seu primeiro ano. Também houve inúmeras chamadas diárias da Itapema FM dos aulões e apresentações no Terminal Urbano e no shopping Iguatemi.

A responsabilidade pelo evento é totalmente minha, que sou o criador da idéia. O evento acontece sim em toda Florianópolis e sempre teve o apoio incondicional do Costão do Santinho resort, única razão pela qual o evento leva o nome Baila Costão. Parcerias de pessoas como eu com grandes empresas são fundamentais para a realização de grandes eventos, a exemplo do que acontece com o Baila Floripa e o Hotel Castelmar, e o Congresso Internacional de Tango e o Hotel Majestic. Graças a estes três eventos Florianópolis é hoje um ícone no cenário brasileiro da dança de salão. Estes eventos ajudam a cada ano a fortalecer a dança de salão da nossa cidade, que infelizmente continua pouco apoiada e reconhecida do grande público.

Como idealizador do evento, entrei sim com um projeto no Funturismo, pois criei um evento maravilhoso e que dá uma visibilidade internacional pra nossa terrinha (basta entrar no You Tube ou Google e digitar a palavra Baila Costão). Se você observar em todas as entrevistas que dei até hoje para a RBS, minha intenção sempre foi buscar algo de muito bom para nossa cidade e nossa população, trazendo artistas que jamais tinha se apresentado em nossas ruas, fortalecendo cada vez mais a dança de salão da nossa cidade e dar visibilidade aos artistas que na maioria não são reconhecidos como profissionais que são.  Mas eu queria mais, queria que a nossa cidade tivesse acesso a estes profissionais e esta sementinha eu plantei neste ano de 2009, com apoio do Governo do Estado,FME, Fundação Franklin Cascaes  que conseguiu a Liberação do palco no terminal de Florianópolis para desenvolver as atividades para a população assim como apoio de todas as academias de dança de salão de Florianópolis que também estiveram presente durante todas as atividades do evento.

Finalmente, é importante frisar que não tivemos acesso a dinheiro algum até o momento, inclusive deixo minha conta a disposição para verificares a veracidade da informação. Independentemente da verba do projeto eu acredito em nossa cidade e na dança de salão do nosso estado e fiz acontecer o evento com investimento altíssimo próprio, com apoio da TAM, TVCOM, Shopping Iguatemi e Fiat Repecon. Tenho esperança sim que a verba algum dia chegue nas minhas mãos, pois  inclusive tenho que pagar alguns apoiadores  e fornecedores que infelizmente ainda não puderam receber.

Estarei  sempre as ordens para lhe responder o que for preciso, e estarei enviando um DVD das atividades e das aulas ministradas no Terminal Urbano e no Shopping Iguatemi com a população “bailando”. Aliás, reforço desde já o convite para que você “baile” conosco no próximo ano.

Um abraço,

Roger Berriel

Idealizador e Coordenador Geral do Baila Costão.

Anúncios

Uma resposta para “Não para mais. (Resposta)

  1. Olá a todos!
    O ZineZeroZero apresenta : GBCR Forma e Informa.
    Trata-se de um jornal dedicado ao cenário b-boying,
    com agenda de eventos, cobertura de campeonatos,
    resultados e trajetórias dos principais nomes
    do Hip Hop nacional.
    É o boletim-teste da parceria entre
    o Poeta Xandu e
    a Gang de Break Consciente da Rocinha!
    Aceitamos críticas e sugestões!
    Enviem para o email [ gdbdbdg@gmail.com ]
    suas dicas, batalhas regionais e
    incluiremos sua cidade neste mapa!

    Um salve a todos os B-boyz e B-girlz!
    Poeta Xandu e GBCR

    ZineZeroZero
    Porque tudo começa do zerØ________
    __________e pro zerØ até pode voltar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s