Galeria

APROVADOS NA ETAPA SELETIVA DO PRÊMIO DESTERRO

Comissão selecionou 27 coreografias nos subgêneros solo, duo e trio. Inscrições para conjuntos continuam abertas até dia 15

     A comissão selecionadora do Prêmio Desterro – 2° Festival de Dança de Florianópolis reuniu-se na última sexta-feira (08.07) para analisar as coreografias dos subgêneros solo, duo e trio candidatas a se apresentar na mostra oficial do evento, que será realizado de 17 a 21 de agosto, no Teatro Governador Pedro Ivo, anexo ao Centro Administrativo do Governo do Estado de Santa Catarina.

     Aberto a dançarinos profissionalizados ou não de todo o País e também do exterior, o festival recebeu vídeos de 44 trabalhos para a modalidade competitiva e um para a não competitiva, sendo 18 solos, 22 duos e cinco trios. Foram inscritos três balés clássicos, dois balés clássicos de repertório, 21 danças contemporâneas, nove danças de salão, três danças urbanas e sete jazz. São todas coreografias da categoria adulto, enviadas por representantes do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e também da França. Do total, foram aprovados 27 trabalhos de 34 bailarinos, academias, companhias, escolas e grupos para a modalidade competitiva.

     A seleção foi feita pelo ucraniano Denys Nevidomyy, formado pela Escola Coreográfica Estatal de Kiev, ex-bailarino da Companhia de Dança Mazltov e do Teatro Nacional da Ópera de Kiev, ex-professor da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil (Joinville/SC), selecionador, jurado e professor em diversos projetos e festivais no País; pela professora, coreógrafa e diretora Bia Mattar, curadora de diversos festivais brasileiros de dança, inclusive o Prêmio Desterro; e pelo bailarino, coreógrafo, professor e diretor do festival, Daniel Pozzobon.

     Para Denys, não houve nenhum elemento surpreendente, mas classificou como boa a qualidade técnica das coreografias em geral. Apesar desta uniformidade, Daniel aponta que “em qualquer evento desta magnitude, sempre surgirão trabalhos inovadores e outros desatualizados ou sem uma pesquisa por trás”. Por isso, sentiu-se a necessidade de implantar o processo seletivo, inicialmente, para estes três subgêneros. “É possível que, no próximo ano, estenderemos a seleção para os conjuntos”, antecipa Carlos Eduardo de Andrade, também diretor do Prêmio Desterro. “Fizemos uma boa triagem dos bailarinos que irão se apresentar e valorizar a criatividade dos coreógrafos”, resume Bia.

     Os selecionados, agora, têm até o dia 15 deste mês para enviar o comprovante de pagamento de taxa e os demais documentos solicitados por Sedex (valendo a data do carimbo dos Correios) para finalizar a inscrição.

Conjuntos

     O prazo de inscrição para trabalhos de conjuntos (quatro ou mais bailarinos) continua aberto até o dia 15 de julho. Este subgênero não requer seleção, portanto não há necessidade da postagem de vídeo da coreografia, devendo a documentação ser remetida diretamente por Sedex (valendo a data do carimbo dos Correios). A relação dos conjuntos participantes será publicada no site oficial www.premiodesterro.com.br até 20 de julho.

     Os interessados podem participar das modalidades competitiva e não competitiva, nas categorias júnior (nascidos de 1994 a 1997) e adulto (nascidos até 1993), com até um trabalho de no máximo seis minutos em cada um dos gêneros: balé clássico, balé clássico de repertório, dança contemporânea, dança de salão, danças populares, danças urbanas, jazz e sapateado. O valor da inscrição por bailarino é de R$ 30,00 em cada coreografia. Assistentes, diretores e coordenadores pagam taxa única de R$ 20,00 e os coreógrafos são isentos.

Premiação

     Uma comissão julgadora formada por profissionais de reconhecimento nacional na área da dança escolherá os três primeiros colocados em cada um dos oito gêneros. Será distribuído aos vencedores um total de R$ 20 mil. O primeiro classificado em cada gênero receberá R$ 1 mil em dinheiro e troféu. A estatueta também será concedida aos segundos e terceiros colocados. Além disso, serão oferecidos R$ 2 mil para algum profissional da dança ou conjunto de obra participante que venha a se destacar e o Prêmio Desterro, de R$ 10 mil, ao grupo ou bailarino eleito o melhor do festival.

 

Selecionados nos subgêneros solo, duo e trio

Solo adulto feminino

*“Esmeralda”, balé clássico de repertório de Julles Perrot, Escola Municipal de Ballet, Joinville (SC).

*“Devias Ver”, dança contemporânea de Eliane Fetzer, Cia. Eliane Fetzer, Curitiba (PR).

*“Mutare”, dança contemporânea de Fernando Dalla Nora, Grupo Adriana Alcântara, Balneário Camboriú (SC).

*“Enxerto”, dança contemporânea de Fernando Dalla Nora, Studio de Dança Raquel Pereira, Braço do Norte (SC).

 

Solo adulto masculino

*“Sinais”, balé clássico de Lucas Schoeninger, Bia Vilela – Espaço de Dança, Florianópolis (SC).

*“Paquita” (variação masculina), balé clássico de repertório de Marius Petipa, Trup Cia. de Dança Experimental, Joinville (SC).

*“Esquizofrênico”, dança contemporânea de Reginaldo Pepe, Cia. de Dança Pérola Negra, São José do Rio Pardo (SP)

*“Por Toda Minha Vida”, dança contemporânea de Eliane Fetzer, Cia. Eliane Fetzer, Curitiba (PR).

*“Chamada Perdida”, dança contemporânea de Fernando Dalla Nora, Grupo Adriana Alcântara, Balneário Camboriú (SC).

*“Em Movimento”, dança contemporânea de Rosane Dias, Projeto Dança e Magia, Barra Mansa (RJ).

*“Um Maracujá Só Não faz Ninguém dormir”, dança contemporânea de Cosme Gregory, Trup Cia. de Dança Experimental, Joinville (SC).

Duo adulto

*“Paquita” (pas de deux), balé clássico de repertório de Marius Petipa, Trup Cia. de Dança Experimental, Joinville (SC).

*“Meu Teu Espaço…”, dança contemporânea de Eliane Fetzer, Cia. Eliane Fetzer, Curitiba (PR).

*“Fuga” (fragmentos do espetáculo “Fuga”), dança contemporânea de Clarissa Berka, Cia. de Dança Cacá Berka, Florianópolis (SC).

*“Em algum lugar…”, dança contemporânea de Fernando Dalla Nora, Grupo Adriana Alcântara, Balneário Camboriú (SC).

*“Como se fosse Um”, dança contemporânea de Márcio Santos, Grupo de Dança Fluxus, Rio de Janeiro (RJ).

*“Forró Créu”, dança de salão de Fábio Reis Gomes, Applauso Ritmos, São Paulo (SP).

*“Promessas”, dança de salão de Nando Berto e Leonessa Boing, Cia. de Dança Nando Berto, Florianópolis (SC).

*“Recuerdo”, dança de salão de João Biasotto e Priscila Mól, João Biasotto & Priscila Mól, Florianópolis (SC).

*“Às Sobras”, dança de salão de Guilherme Rocha e Cacá Rogelin, Mutirão A2, Florianópolis (SC).

*“Gafieira Carioca”, dança de salão de Alvaro José Reis, Pés Cariocas, Rio de Janeiro (RJ).

*“A Dois”, dança urbana de Iago Giehl e Juliana Ribeiro, Lótus Companhia de Dança, Curitiba (PR).

*“Iniciantes”, dança urbana de Michel Bueno, Movement Soul, Pouso Alegre (MG).

*“Notas do Coração”, jazz de Everton Corrêa e Patricia Dauchal, Grupo de Dança Fernando Lima, Joinville (SC).

Trio adulto

*“Abstração”, balé clássico de Barbara Rey, Associação Cultural Arte.Dança, Florianópolis (SC).

*“Terceiro”, dança contemporânea de Marcelo Cavalcanti, Khala Grupo de Dança, Florianópolis (SC).

*“Três Formas de Amor”, jazz de Eliane Fetzer, Eliane Fetzer Centro de Dança, Curitiba (PR).

Assessoria de comunicação:

Marcos Reichardt Cardoso (SC 00461 JP)

www.premiodesterro.com.br

(48) 9972-0991

marcosreichardtcardoso@yahoo.com.br

Khala Grupo de Dança - Florianópolis

Associação Cultural Arte.Dança – Florianópolis (SC). CRÉDITO CLÁUDIO ETGES/DIVULGAÇÃO

Grupo Adriana Alcântara _ Balneário Camboriú (SC). CRÉDITO CLÁUDIO ETGES

Eliane Fetzer _ Curitiba (PR). CRÉDITO CLÁUDIO ETGES

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s